Em se Tratar de Filmes Escolher Filmes para assistir

Escolher um filme – pelo menos para mim – é algo complicado, nunca descido um título desconhecido, sem a indicação de alguém, por isso – posso estar errado – pressuponho que existem pessoas que também sofrem deste mal, e em se tratar de filmes, conheço certa variedade considerável, aceito dicas, sugestões entre outros aspectos. Há meu ver não basta apenas citarmos que tal filme é bom, para mim isso não basta, quero saber mais antes de escolher assistir o mesmo, pelo menos uma sinopse e uma análise de o que será essa apresentação artística.

Serei claro e objetivo enquanto aos títulos escolhidos, uma análise eficaz deve ser elaborada, por isso: começo destacando o filme “Irreversível”, que me foi apresentado por uma amiga e que assisti e realmente o título é bem interessante; conta a história de um assassinato, mas digamos que de uma forma bem, diferente; é um filme muito interessante realmente, mais puxado para o gênero drama, e que não deve ser assistido por pessoas que não podem ver cenas fortes ou chocantes.

A sensualidade é exuberante ao longo da saga, existe uma angústia presente no filme que nos é transmitida de forma muito eficaz, enfim, se você gosta de títulos inteligentes que mantenham uma crítica social em cima, assista “Irreversível”, agora se você não se sente bem de espírito para títulos um pouco mais fortes, não se aventure, é uma sugestão.

Em meio à pesquisa outro título se destacou, “Tempos Modernos”, filme esse extremamente antigo, mas que até hoje consigo dar altas risadas ao ver este título, mas o que torna este tão especial não é tanto seu lado cômico, mas sim toda a crítica presente neste, onde Charlie Chaplin faz um funcionário desiludido de uma fábrica em plena revolução industrial, refletindo exatamente como seria o futuro dessa população dali para frente, é o tipo de filme que particularmente, indico para todos.

Acho que três títulos para tratar em apenas um texto não é uma quantia muito elevada, não acham? Por isso, destacamos mais um filme, dessa vez no meio romântico, misturado um pouco com a comédia, destaco o filme “Maldita Sorte” que conta a história de um garanhão que resolve se apaixonar, e é então que começa toda a “palhaçada” amorosa – no bom sentido – onde nos emocionamos, reconhecemos e damos muitas risadas, dá para ver certinho o que o homem faz para agradar uma mulher, por mais auto-confiante que esse seja. Enfim são três ótimas sugestões de filmes para quem está entediado ou procura um entretenimento a altura, mais sugestões de títulos? Deixe-os abaixo, comente, ajude-nos.