Problemas com Trotes nas Universidades Problemas com Trotes nas Universidades

Para quem ainda não conhece e não sabe o que é trote universítário, ele acontece na primeira semana de aula, onde as festas são as maiores e a integração é total, trata-se de uma semana inteira de pura festa, onde poucos se dirigem até as salas de aula, mas o que aconteceu com toda a integração pregada por representantes discentes? Parece que os veteranos estão aproveitando a temporada de “caça aos bixos”, e estão pegando seus arpões e toda a parafernália de caça pesada, acho que isso não é receber seus bixos. (Bicho – Animal; Bixo – Calouro)

Infelizmente  a Universidade que têm a primeira faculdade brasileira é um grande exemplo de desrespeito aos calouros, Bruna Ramirez quem nos conta, “Assim que eles trancaram as portas começou a gritaria.” E continua, “Todos tínhamos de ficar ajoelhados e com a cabeça baixa”, e seu discurso continua. São relatos de quem presenciou ações inimagináveis nos famosos Trotes Universitários, mas para que um veterano faria isso com quem ele teoricamente viria a auxiliar nas atividades acadêmicas?

Acho que existe uma amnésia que abate boa parte dos veteranos de algumas universidades, festas e diversão é o que todos procuram ao entrar numa universidade, o problema é quando encontramos pessoas que nos tratam literalmente como bichos, ou marginais que roubam e matam. O tradicional trote de faculdade é muito interessante, e digo mais, reconheço tal atividade como essencial para as boas vindas aos calouros que chegam, o problema é quando quem aplica os trotes não tem noção nenhuma de direitos humanos, e respeito acima de tudo.

Agora é importante ressaltar uma coisa, todo calouro que se preze vai pagar muita cerveja, vai pagar muito trote e vai ser muito “zuado”, o problema é exceder os limites. Raspar a cabeça, pagar micos e ficar todo colorido é normal, e se não gosta disso, não vá para a primeira semana de aula. Hoje boa parte das universidades não aprovam a prática de trote, que só é permitida fora do campus da instituição, caso você seja um calouro e está tendo problemas com seus veteranos, tente resolver de homem para homem, ou de mulher para mulher, caso isso não resolva, procure o chefe de seu colegiado, ele vai saber o que fazer, garanto. Deixe um comentário com sua opinião a respeito dos trotes acadêmicos, participe e opine.